Este site usa cookies e tecnologias afins que nos ajudam a oferecer uma melhor experiência. Ao clicar no botão "Aceitar" ou continuar sua navegação você concorda com o uso de cookies.

Aceitar

Blog

ENERGIA QUE VEM DA TERRA

Aide Stürmer
Escrito por Aide Stürmer em julho 7, 2021
ENERGIA QUE VEM DA TERRA
Junte-se a mais de X pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Já ouviram falar de Ametista do Sul? Esta cidade no norte do estado, pertinho do Rio Uruguai que nos separa de Santa Catarina e quase na divisa da Argentina, se denomina a Capital Mundial da Pedra Ametista. E não é para menos, o local abriga uma das maiores jazidas subterrâneas desta pedra de cor lilás intenso e de beleza sem igual. A jazida foi descoberta por acaso por agricultores da região na década de 30. Com o passar dos anos surgiu o interesse na exploração e vieram os primeiros garimpeiros.

A pedra é considerada símbolo da sabedoria e de energização e é usada das mais diversas formas. Na Idade Média, era utilizada na fabricação de talismãs e amuletos mágicos para proteção além de ser sinônimo de riqueza. Para os especialistas em energia das pedras as propriedades incluem purificação do ambiente, estímulo da memória, motivação, aceleração do metabolismo, fortalecimento das amizades, alívio das tensões mentais, melhora dos problemas com insônia e ansiedade, equilíbrio emocional e mental. Vamos combinar que nada mal ter uma por perto!

Além da riqueza subterrâneas, a cidade de Ametista do Sul investiu na estrutura turística e oferece  atrações bem legais que valem o passeio:

Igreja de São Gabriel – construída em 2003, tem as paredes internas revestidas com nada menos de 40 toneladas de Pedras Ametistas

Pirâmide de Energização – localizada no centro da cidade, uma grande pirâmide onde os turistas podem se energizar com as propriedades da pedra

Vinícola Ametista – produz vinhos que são envelhecidos em galerias subterrâneas. A qualidade dos vinhos deve-se ao solo pedregoso, drenado e mineralizado com estações bem definidas.

Ametista Parque Museu – possui mais de 2000 exemplares de pedras preciosas raras, a maioria encontrada em garimpos da região, entre eles a Ametista mais valiosa já encontrada até hoje pesando 2.5 toneladas e um Meteorito de 140 kg. O visitante faz um passeio no subsolo do museu, podendo ver onde e como as pedras são retiradas.

Garimpo em atividade – aqui o visitante pode conhecer de perto a vida de um garimpeiro e como é feita a extração da pedra em galerias subterrâneas.

Trenzinho das pedras – um passeio divertido para todas as idades, o visitante pode conhecer as paisagens da cidade e do interior além mirantes para garimpos ativos.

Aidê Stürmer

Paralelo 30 Viagens e Turismo

VOLTAR

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado.