Este site usa cookies e tecnologias afins que nos ajudam a oferecer uma melhor experiência. Ao clicar no botão "Aceitar" ou continuar sua navegação você concorda com o uso de cookies.

Aceitar

Blog

10 SABORES DO BRASIL QUE VOCÊ PRECISA EXPERIMENTAR NA SUA PRÓXIMA VIAGEM

Aide Stürmer
Escrito por Aide Stürmer em janeiro 21, 2022
10 SABORES DO BRASIL QUE VOCÊ PRECISA EXPERIMENTAR NA SUA PRÓXIMA VIAGEM
Junte-se a mais de X pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Experimentar os sabores dos destinos que visitamos é uma maneira de conhecer também os hábitos e cultura do local. Através dos pratos típicos, podemos saber sobre a história do lugar, sobre a influência de outras culturas e etnias, sobre o clima e até sobre a geografia que muitas vezes é determinante para a seleção do que será cultivado naquela terra. Entenderam por que a gastronomia é uma divertida maneira de aprender quando viajamos?


Separei 10 pratos típicos, de diferentes regiões do Brasil, para vocês incluir no roteiro da sua próxima viagem!


1 – PATO NO TUCUPIPARÁ

Prato típico mais conhecido no Pará, que homenageia reis, imperadores, amigos e visitas ilustres. É o prato típico da Festa do Círio de Nazaré, quando toda Belém do Pará celebra os milagres da Senhora de Nazaré. O pato é cozido no tucupi, herança indígena, feito da mandioca ralada. É um dos pratos mais requintados da culinária brasileira!


2 – TAMBAQUI MOQUEADOAMAZONAS

Quem visita a Amazonia, tem que marcar encontro para conhecer este morador ilustre. O tambaqui é peixe com costela muito saboroso, que é preparado de maneira bem simples: na grelha, com a pele voltada para baixo para que a gordura não se desprenda. As “costelinhas” são espinhas largas e longas que nos levam a usar as mãos para melhor saboreá-las.


2 – TAMBAQUI MOQUEADOMARANHÃO

Prato emblemático do Maranhão, reúne influencias dos povos mais importantes para a formação do estado: o negro, o índio, o árabe e o português. Como um único prato pode contar tanta história e ser uma volta ao mundo! A base do prato, a vinagreira, é de origem africana, o caruru, erva indígena, o gergelim árabe e o modo de preparo português. O Cafofinho da Tia Dica em São Luis no centro histórico de São Luis é um dos lugares recomendados para comer o autentico arroz de cuxá.


4 – BAIÃO DE DOISCEARÁ

Prato de origem humilde, preparado com sobras de feijão e arroz. Ainda hoje é preparado desta forma, com muito feijão e pouco arroz, misturado com leite de coco e cheiro verde. Prato típico da Tenda do Cumbe em Canoa Quebrada, é servido na maioria dos restaurantes no Nordeste.


5 – BOLO DE ROLOPERNAMBUCO

Bem trabalhoso de ser feito, é um bolo de camadas finas de massa, tipo um rocambole, intercaladas com recheio de goiabada. Para servir são cortadas fatias finas.


6 – ARACARAJÉBAHIA

Petisco que não poderia ficar de fora desta lista. Só de pronunciar o nome Acarajé, já somos transportados para a Bahia e as ruas de Salvador. Acarajé, do nagô “acará” (bolinho) e “jé” (comer) de origem africana, feito com azeite de dendê e camarões, é um dos pratos mais emblemáticos de Salvador. Comida de rituais, levada para as ruas por baianas no passado, faz parte do dia a dia dos baianos de qualquer nível social.


7 – CALDO DE PIRANHAPANTANAL

Uma refeição típica no Pantaneira não pode deixar de incluir peixes, preparados de várias maneiras. Apesar do nome assustador, a piranha é um dos peixes mais saborosos dos nossos rios. Os pantaneiros garantem que elas só atacam se ficarem retidas em águas paradas, mas é bom não arriscar e experimentá-las somente depois de cozidas.  O caldo é uma das formas mais tradicionais de prepará-las na região do Pantanal.


8 – LEITÃO A PURURUCAMINAS GERAIS

Um dos clássicos da cozinha mineira, faz sucesso em todo país. É servido com arroz, couve, farofa e batata assada. Para prepará-lo o porco fica 12 oras marinando em um tempero com sal, alho e limão. Depois disto é levado ao forno onde forma-se a pururuca, uma crosta que envolve a carne. 


9 – FEIJOADA CARIOCARIO DE JANEIRO

Diz-se que a feijoada tem suas origens nas senzalas, feita com os restos de carne desprezadas pelos senhores. ´Sabe-se, no entanto, que os portugueses já apreciavam a feijoadas, principalmente os habitantes das regiões mais montanhosas, porém não utilizavam o feijão preto. No Rio de Janeiro, o feijão viru estrela e pode muito bem ter sido introduzido por uma escrava na cozinha de sua senhora, que na hora do aperto não encontrou o feijá branco. A feijoada carioca é conhecida em todo mundo como brasileira, é o nosso prato nacional, especialmente se acompanhado de uma caipirinha.


10 – CUSCUZ A PAULISTASÃO PAULO

Nem só de negócios e edifícios vive São Paulo! Dentre os sabores mais conhecidos da região está o Cuscuz paulista, herança dos índios, pela farinha de milho, mas também dos bandeirantes, pelo farnel. Chegou aos dias de hoje sofisticado pela apresentação, mas também rustico e delicioso na sua essência.

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado.