Este site usa cookies e tecnologias afins que nos ajudam a oferecer uma melhor experiência. Ao clicar no botão "Aceitar" ou continuar sua navegação você concorda com o uso de cookies.

Aceitar

Blog

A Origem dos Mercados de Natal

Aide Stürmer
Escrito por Aide Stürmer em junho 12, 2022
A Origem dos Mercados de Natal
Junte-se a mais de X pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Christbaumkugelmalerei, © München Tourismus, Tommy Lösch
Christbaumkugelmalerei, © München Tourismus, Tommy Lösch

Uma tradição que vem desde a Idade Média, as feiras natalinas são vistas pelos alemães como um refúgio da vida cotidiana. O aroma de amêndoas torradas, vinho quente e biscoitos doces paira no ar. Músicas festivas tocam nos alto-falantes, e, no palco, corais infantis cantam músicas natalinas. Na Alemanha, o mercado de Natal é um lugar de felicidade e aconchego.

Christkindlmarkt auf dem Münchner Marienplatz, © München Tourismus, Sigi Müller (1)
Christkindlmarkt auf dem Münchner Marienplatz, © München Tourismus, Sigi Müller (1)

Na Idade Média, os primeiros mercados tinham pouco apelo espiritual, mas ofereciam todos os tipos de utilidades para casa. O trabalho no campo era pausado no inverno. A população precisava, então, de suprimentos, roupas quentes e especiarias para a estação mais fria do ano. Por essa razão eram realizados na época do Natal os mercados na praça da igreja.

Marktstand Christkindlmarkt München, © München Tourismus, Bernd Römmelt
Marktstand Christkindlmarkt München, © München Tourismus, Bernd Römmelt

Se a pessoa vinha do interior para a pequena cidade com o objetivo de comprar algo, ela se encontrava com pessoas que quase não via durante todo o ano, quer dizer, havia sempre um caráter social. Os mercados ofereciam possibilidades de entrar em contato e conversar com outras pessoas.

Münchner Marienplatz Christkindlmarkt, © München Tourismus, Christl Reiter
Münchner Marienplatz Christkindlmarkt, © München Tourismus, Christl Reiter

Existem mais de 1000 mercados de Natal espalhados pela Alemanha durante o período de festas de final de ano.

Um dos mercados natalinos mais antigas da Alemanha é o Striezelmarkt, em Dresden, fundado em 1434. A primeira referência escrita ao mundialmente famoso Christkindlmarkt, de Nurembergue, data de 1628. A Feira de Nuremberg é conhecida pelo seu Lebkuchen (pão de mel natalino) repleto de especiarias, que eram comercializadas na Idade Média.

Marktstand auf dem Münchner Christkindlmarkt, © München Tourismus, Tommy Lösch
Marktstand auf dem Münchner Christkindlmarkt, © München Tourismus, Tommy Lösch

Os objetos, as guloseimas, as canções e os enfeites que se encontram nas bancas desses mercados carregam séculos de tradições e simbolismos que remontam a épocas difíceis para a maioria da população.

Saiba mais em nosso roteiro MERCADOS DE NATAL NA ALEMANHA E ÁUSTRIA

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado.